quinta-feira, 15 de maio de 2008

A.M.E.

Participamos no passado dia 4 do corrente mês, na inauguração das instalações da A.M.E. (Associação de Melhoramentos de Eixo) Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS).

Da cerimonia protocolar que teve a presença das entidades tutelares, das intervenções habituais e das palavras proferidas que a circunstância exige, retivemos a atitude dos seus responsáveis. Estes, dignificam o movimento associativo.

Olhando em redor tudo era dedicação eficácia e bom gosto. A organização impecável, nada descurando, a busca incessante pela salvaguarda dos pormenores e aquele clima dominante, isento de presunção, sensibilizou-nos.
O que observamos suscitou-nos algumas reflexões. Uma delas, foi que estamos perante pessoas atentas ao meio, perspicazes e perfeitamente capazes de, atempadamente, vislumbrarem, a previsível alteração ao estereotipo do nosso idoso, que, por imposição do aumento do conhecimento, está a mudar, tornar-se-á mais exigente, e assim colocará novos desafios, alterando muito dos conceitos adquiridos na abordagem da geriatria.

É, com estas pessoas que com grandes prejuízos pessoais, profissionais, familiares e às vezes até morais, que a sociedade se organiza, se defende e se prepara para a dinâmica de mudança que a todos os momentos nos impõe.

A notória satisfação estampada nos rostos dos dirigentes e funcionários, reflecte o dever cumprido, e que, afinal, ainda vale a pena procurar o bem e estender aos outros, sem preconceitos, as mãos repletas de dádiva.

Não vislumbramos a recorrente postura pedinchona subserviente, submetida às disponibilidades e à disposição do poder.
Os elementos que constituem a direcção, e todos os seus colaboradores, têm uma coisa que muita gente não tem. Talvez até sejam algo açambarcadores. Têm, caros amigos, para dar e vender, e disso fazem legítima gala, com orgulho manifesto, a perseverança..
È a sua grande arma. É, com esta que nos corredores do poder lutam, travam os seus combates muitas vezes com resultados equívocos, porque como bem sabemos, até por
experiência própria, as batalhes travadas nas antecâmaras, as intermináveis esperas, nem sempre são conclusivas, muito pelo contrário. Constituem desmotivantes recuos.

Estamos perante um exemplo que contraria o habitual discurso miserabilista que recorrentemente assistimos, promovido pela comunicação social, avidamente adoptado pelos pessimistas e imobilistas, de que Portugal é um país pequenino, periférico, nada protagonista e na cauda da Europa. Nada mais errado.
A Freguesia de Eixo, está enriquecida. Não só pelas valências detidas pela A.M.E. mas também pela qualidade dos serviços que presta, pela sua límpida imagem de equilíbrio. A sua acção, tem, em última análise, a particularidade de promover a fusão das sensibilidades, a entreajuda, fundamentais na construção da coesão social, imprescindível para o progresso e o bem estar de todos.


2008.05.09 Aveiro

2 comentários:

RM disse...

Caro Marechal
Parabéns à AME.
Continuem o excelente trabalho que vêm a desempenhar.
Abraço
Raul martins

disse...

Boa tarde!
Antes demais parabéns pelo site!
Convido-o agora a ver a agenda semanal d'A Mesa Redonda:

Segunda-Feira: Análise exaustiva à época do Benfica, bem como análise individual a cada um dos jogadores, bem como a sua permanência.

Terça-Feira: Análise à nova equipa técnica do Benfica e pequena visão sobre a nova época.

Quarta-Feira: Análise e comentário à decisão da Uefa sobre a participação ou não do FC Porto na Liga dos Campeões.

Quinta-Feira: Apresentação da cobertura do Euro 2008 pel'A Mesa Redonda.

Sexta-Feira: Fecho da sondagem sobre o onze inicial de Portugal, minha análise e comentários à mesma.

Visitem:

http://amesaredonda.blogspot.com/

E toda a actualidade desportiva também em:

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/